Morre Hélio Dourado, um dos patronos do #Grêmio

August 1, 2017

       

         

 

         O ex-presidente e patrono do Grêmio, Hélio Dourado, morreu na manhã desta terça-feira, 1º, em Porto Alegre. O santa-cruzense teve um infarto, em casa, aos 87 anos. Conforme a imprensa, o atual dirigente gremista, Romildo Bolzan Jr., confirmou a morte de Hélio.

         Hélio Volkmer Dourado foi presidente do Grêmio entre os anos de 1975 e 1981. Foi durante a sua gestão que o clube finalizou as obras na parte superior do Estádio Olímpico. Conforme o site do clube, o santa-cruzense era sócio do Grêmio desde 1941, quando tinha 11 anos.

         Em 2014, foi aprovado pelo Conselho Deliberativo o título de patrono do Grêmio, unindo-se a Fernando Kroeff e Aurélio de Lima Py. O ex-presidente também dá o nome ao Centro de Treinamentos do clube.

 

         História do torcedor tricolor

         Hélio Volkmer Dourado tem uma grande vinculação ao Grêmio. Nascido em Santa Cruz do Sul no ano de 1930, ele chegou a Porto Alegre aos 10 anos, em 1940. Já em 1941, se tornou sócio do clube da Capital. Aos 24 anos, comprou sua cadeira cativa no recém inaugurado Estádio Olímpico, estádio que ajudaria a concluir no início da década de 80.

         Em 1967, se tornou Conselheiro, começando seu trabalho nos bastidores do clube. Após passar por diferentes vice-presidências, Hélio foi eleito presidente pela primeira vez em dezembro de 1975. Exerceu seis anos consecutivos de mandato, até o final de 1981.

         Neste mesmo ano, levou o Tricolor ao título de Campeão Brasileiro. Na sequência, passou a trabalhar em diferentes setores da instituição: no final da década de 90, foi vice-presidente de Patrimônio, de 1998 a 2000. Após, foi presidente da Comissão de Obras, até 2004. No mesmo ano, chegou a assumir a vice-presidência de futebol.

        Conforme o clube, sua trajetória dentro do Grêmio rendeu inúmeras homenagens: em 1997, foi agraciado com o título de Grande Benemérito, um feito para poucos. Em 2011, ao lado dos campeões Roger e Émerson, deixou sua marca na Calçada da Fama do Estádio Olímpico. 

        Em 2014, ao se tornar Patrono, foi exaltado pelo clube como uma grande peça na trajetória do Grêmio. “A história e a personalidade de Hélio Dourado se confundem com a própria história do Grêmio. Foram anos de dedicação e de entrega, que colocaram o Clube no patamar mais alto. Uma história que jamais será esquecida.”

        Dourado foi o primeiro presidente a escutar o Movimento Grêmio Novo. O MGN sentiu na pessoa do Dourado alguém que sempre esteve disposto a pensar no melhor do #Gremio e abriu os mais diversos canais de comunicação com os grupos políticos.

O Grêmio Novo sente muito a perda deste Grande Gremista, que muito fez pelo clube e passou sua vida querendo sempre o bem do tricolor.

        O velório inicia às 15h desta terça-feira no hall do portão A da Arena e será enterrado amanhã às 10h no Crematório Municipal. Com certeza, o céu está mais azul a partir de hoje.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Desenvolvido por Monvie 2017©